Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Objetivo do Curso e Perfil do Egresso 

O Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal da UFVJM tem como objetivo a formação e aperfeiçoamento de professores para o nível superior e iniciar o pesquisador no desenvolvimento da pesquisa, fornecendo as competências necessárias para o desenvolvimento desta, no tocante a biodiversidade animal. Tais pesquisas serão abordadas nos mais distintos aspectos subjacentes a zoologia, como o inventariamento e caracterização da diversidade animal, processos microevolutivos, macroevolutivos e ecológicos. O programa tem como objetivo também a integração entre pesquisas experimentais, observacionais e teóricos, em todos os níveis de organização biológica, desde o molecular até o ecossistêmico, correlacionando tais processos regionais a processos biológicos gerais. A formação deverá proporcionar ao mestrando aquisição de conhecimentos e habilidades relacionadas à condução de pesquisa científica e produção e disseminação dos conhecimentos sobre a biodiversidade animal regional e sua relevância em padrões e processos globais.

Linha de Pesquisa

Sistemática e Ecologia: Desenvolvimento de pesquisas voltadas para a observação e caracterização das principais unidades da biodiversidade (e.g., genes, espécies, populações, comunidades e ecossistemas) e a quantificação da variação dentro e entre elas (e.g., interações interespecíficas,  distâncias genéticas, relações filogenéticas, padrões geográficos de variação da diversidade). Tais estudos visam conhecer e mapear a biodiversidade local e mundial, identificando os principais centros de endemismos. Trata-se de uma linha de pesquisa que incluirá estudos integrados de sistemática, filogenia, biogeografia, morfologia, manejo, ecologia e comportamento. De maneira mais detalhada, visa desenvolver pesquisas que contemplem: métodos de amostragem para obtenção de informações qualitativas e quantitativas dos diferentes grupos de invertebrados e vertebrados; estudos de crescimento populacional; estudo sobre a relação filogenética e biogoegráfica entre os diferentes táxons e suas variações em grandes escalas de tempo e espaço; planos visando à conservação e manejo da diversidade animal; estrutura e dinâmica de águas continentais; estudos das interações entre insetos e plantas; estudos de bioecologia e ecoepidemiologia.